Pular para o conteúdo principal

Postagens

Total GOTY's - 2020

1 - The Last of Us Part II: 335 GOTY's 2 - Hades: 68 GOTY's 3 - Ghost of Tsushima: 64 GOTY's 4 -   Cyberpunk 2077: 35 GOTY's 5 - Animal Crossing: New Horizons: 34 GOTY's 6 - Final Fantasy VII Remake: 27 GOTY's 7 - Doom Eternal: 13 GOTY's 8 - Half Life: Alyx: 11 GOTY's 9 - Ori and the Will of the Wisps: 10 GOTY's 10 - Assassin's Creed Valhalla: 8 GOTY's 11 - Yakuza: Like a Dragon : 6 GOTY's 12 - Microsoft Flight Simulator : 5 GOTY's 13 - Persona 5 Royal: 2 GOTY's 14 - Dreams: 2 GOTY's 15 - Marvel's Spider-Man: Miles Morales: 2 GOTY's 16 - Spiritfarer : 2 GOTY's 17 - Tony Hawk's Pro Skater 1+2: 2 GOTY's 18 - Kentucky Route Zero: 1 GOTY 19 - Demon Souls: 1 GOTY 20 - Tell Me Why - 1 GOTY  
Postagens recentes

Review: It Takes Two

 It Takes Two é de longe o melhor jogo de 2021 até esse momento, final de março. Surpreendentemente, o game trouxe tudo que se esperava dele: Diversão, ambiente descontraído, cooperação e uma boa história. É importante comentar que It Takes Two, como já sabem, é um game que se joga em dupla, seja online ou local. O interessante é que comprando o jogo, automaticamente seu amigo também o terá através do "Passe de Amigo".  Mas, vamos falar o game, finalmente. It Takes Two é do mesmo criador de A Way Out, mas o jogo atual fez tudo infinitamente melhor. Tenho certeza de que se A Way Out foi um sucesso, It Takes Two será mais ainda. Extremamente bem aceito pela mídia, o jogo coop tem de tudo que mais se espera desse gênero: Interação. É um problema e tanto notar inúmeros jogos coop's onde ou parece que jogar junto não tem importância ou a relação dos personagens é forçada. Em It Takes Two, tudo funciona harmoniosamente e de maneira sublime para os jogadores se sentirem bem joga

Review: The First Tree

 The First Tree é um game indie o qual merece muita atenção. O jogo lançado em 2018 passa longe dos holofotes, entretanto é extremamente eficaz em sua proposta e com certeza agrada o público que tanto gostou de Journey e jogos da Annapurna, por exemplo. Em The First Tree, o player comanda uma raposa que em um mundo aberto deve desvendar mistérios e completar sua história. Esta, a história, a qual é uma metáfora. Vamos falar primeiro da narrativa do game: Como dito anteriormente, o jogo é uma metáfora. Uma metáfora que se remete ao narrador do jogo, o qual cita seu sonho onde ele era uma raposa e estava atrás de resposta. É interessante analisar o desenvolvimento narrativo do game, visto que a cada ponto alcançado no jogo uma nova parte da história é apresentada pelo narrador, sempre presente. O jogo carrega um tom emocional bem forte e seu final é muito marcante, realmente emocionante. Graficamente, o jogo agrada bastante dentro de sua proposta. São apresentados cenários variados dentr

Duelo NDG: Assassin's Creed Valhalla vs Ghost Of Tsushima

  O duelo entre Assassin's Creed Valhalla contra Ghost Of Tsushima é extremamente conveniente e equilibrado. Ambos jogos de mundo aberto, lançados em 2020 e com temáticas bem definidas. Diria que em termos de recepção, os dois games foram muito bem. Valhalla leva uma pequena vantagem nas notas gerais e conta com 10 prêmios de jogo do ano. Já Ghost, venceu mais de 50 prêmios e foi extremamente popular, bem aceito pelo público, inclusive vencendo o prêmio popular da Game Awards. Bom, falando primeiramente do game da Ubisoft: Assassin's Creed Valhalla é um dos melhores jogos da empresa dos últimos anos e apresenta muitos pontos positivos. O game tem como base a ideia de invasão viking e tomada de territórios, mas não somente isso, a história é muito bem guiada e o jogo tem ótima fluidez pelo seu tamanho, que é de em média 70 horas. Quanto a Ghost Of Tsushima, uma super bola dentro da SuckerPunch. O game tinha um hype até que notável, mas surpreendeu muita gente e foi um sucesso de

Duelo NDG - Fallout 4 vs Uncharted 4

Seguindo com os duelos do site, temos agora mais um embate caloroso. Desta vez entre dois jogos que definiram a geração, tanto em seus respectivos gêneros, como em suas propostas em geral. Assim como citado no embate anterior, sabemos das diferenças entre ambos os games, mas estamos aqui para julgar ambos em suas propostas e seus aspectos técnicos. Começaremos então falando sobre a ambientação de ambos os games. Em Uncharted temos um game linear, ditado por uma narrativa moderna. Enquanto que em Fallout 4 temos um game tratando de um futuro pós apocalíptico, onde o mundo foi devastado por uma bomba nuclear. Enquanto que em Uncharted viajamos o mundo através de diferentes cenários, todos muito bem trabalhados. Mesmo se tratando de um game em mundo aberto, o visual de Fallout deixa a desejar em relação à seu concorrente. Seja pelo trabalho incrível da Naughty Dog com iluminação estática, quanto a qualidade das texturas apresentadas nos diferentes cenários. Neste quesito é impossível nega

Duelo NDG - The Witcher 3 vs Red Dead Redemption II

 Um dos mais pedidos desde a estréia dos duelos, The Witcher 3 contra Red Dead Redemption II é o embate entre dois dos maiores e melhores jogos já produzidos. É claro que dente da comparação, sabemos que um game se trata de um RPG e outro de um jogo ação/aventura, mas mesmo assim existe muitos pontos de debate. Começando, então, pelo embate técnico visual. The Witcher 3 apresenta um mundo muito variado, com interiores únicos e com uma vegetação detalhista em cada canto do mapa. Conta também com boa variação de cenários, combates realistas e com boa mecânica tanto dos inimigos recebendo os golpes quanto nas chamadas mutilações. Em The Witcher 3 a iluminação é muito bem trabalhada. Acho interessante citar como muitas vezes um sol muito forte deixa tudo extremamente iluminado e como uma caverna é muito escura. Pode parecer bobeira, mas tais aspectos são falhos em muitos games. Um tempo chuvoso em The Witcher 3 faz com que o dia vire noite muitas vezes, assim como na vida real. Se tratando

Review: Super Mario 3D World + Bowser's Fury

Mais um grande lançamento da Nintendo, Super Mario 3D World é o jogo o qual já conhecíamos de antes, agora em uma versão para Switch. Entretanto, a grande novidade e chamariz é o Bowser's Fury, conteúdo inédito e com uma temática bem inovadora para a franquia. Os jogos Mario sempre foram um grande sucesso e continuam sendo. Apesar de apenas uma versão melhorada em termos visuais e jogabilidade, vale comentar sobre o Super Mario 3D World. Apesar de muitos títulos, os games sempre conseguem trazer um excelente nível de qualidade e não é diferente neste. O game apresenta uma ótima variação de fases e sempre com um mundo bem utilizável. Quero dizer, o cenário é bem interativo, não apenas visual, o que é muito importante para games dessa temática. Além dessa boa variação de cenários, as temáticas e dinâmicas das fases são muito bem realizadas. Em torno de 6 horas de gameplay o conteúdo funciona bem e não enjoa, pelo contrário, fica com gosto de quero mais, sendo Já relacionado ao conteú

Review: Little Nightmares II

  Little Nightmares II é uma experiência bem interessante, ainda mais quando a gente pega como exemplo o primeiro jogo dos dois. Nós vivemos a jornada de uma pequena criança em um mundo distópico, dessa vez em companhia durante o game todo. Temos basicamente uma gameplay muito similar ao que foi visto no primeiro jogo, então os desafios consistem em fugir, resolver puzzles e alguns combates como os do primeiro jogo, como pegar uma arma e atacar uma "mãozinha", conseguir dar um tiro no momento específico, e por aí vai. Se dá uma temática muito parecida com a do primeiro, entretanto ele tem algumas diferenças, para melhor e outras para pior. Falando sobre os pontos positivos do game, vamos lá: Primeiramente, acho que é importante citar que Little Nightmares 2 é melhor tecnicamente do que o primeiro. Mas ser melhor tecnicamente não significa que tenha uma qualidade geral maior. No segundo game, existe mais polimento, gráficos melhores, trabalho de áudio muito bom, mas como foi d